Dia Internacional da Igualdade da Mulher

Dia Internacional da Igualdade da Mulher

A luta das mulheres por melhores condições de vida e de trabalho, pelo direito ao voto e pela emancipação, inspirou a criação do Dia Internacional da Igualdade da Mulher, celebrado no dia 26 de agosto.

A atuação das mulheres no processo de transformação social garantiu a ampliação do direito ao voto, a participação e a formalização no mercado de trabalho, acesso à renda, direitos e participação na vida pública. E as mulheres, que começaram brigando por trabalho decente, hoje presidem países como o Brasil de Dilma Rousseff e o Chile de Michelle Bachelet, ocupam cargos importantes em empresas e nos parlamentos mundo afora. São respeitadas.

A discriminação e a desigualdade entre homens e mulheres, no entanto, ainda atinge milhões de mulheres em todos os continentes. As mulheres conquistaram mais anos de estudo do que os homens, porém, a taxa de desemprego entre as mulheres é maior e a desigualdade salarial continua. Sem falar que a maioria sobrevive da economia informal. Evidentemente, as maiores vítimas são as mais pobres e as negras, com baixa escolaridade e sem muita qualificação profissional.

Em alguns países, dívidas históricas começam, mesmo que timidamente, a ser corrigidas, mas a reação das elites econômica e política reduz o ritmo das mudanças. Esse é o caso do Brasil, onde depois de muito debate e pressão das trabalhadoras domésticas, dos movimentos sindical e social, começou a ser corrigida uma injustiça histórica com um dos maiores grupos de trabalhadoras do País: o das domésticas. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil é o maior empregador de domésticas do mundo. São 7,2 milhões de trabalhadoras. Nesse universo, 59,6% são negras.

Em 2013, no governo da presidenta Dilma, a legislação trabalhista igualou os direitos das empregadas domésticas ao dos demais assalariados. 25 anos depois da promulgação da nossa Carta Magna e 126 após o fim da escravidão no Brasil, o emprego doméstico foi finalmente incorporado ao artigo 7º da Constituição Federal.

Agora, essas trabalhadoras têm os mesmos direitos que os demais trabalhadores. Além disso, o trabalho doméstico é considerado insalubre e perigoso, vedado a menores de 18 anos. Mas a luta não terminou. Sempre atento aos humores da elite, que reagiu negativamente, o Congresso Nacional ainda não regulamentou o Projeto de Lei do Senado (PLS) 224, de 2013, que define aspectos do emprego doméstico, como a multa do FGTS, a definição da jornada de trabalho e multa no caso de demissão.

Em 2014, os desafios para o governo, para o Congresso Nacional e para toda a sociedade são a regulamentação do trabalho doméstico, igualdade de remuneração e de oportunidades no mercado e a repartição desigual entre homens e mulheres nas atividades do lar.

A luta por igualdade entre homens e mulheres é um desafio não apenas da CUT, mas de toda a sociedade brasileira.

Nossa homenagem a todas as mulheres do Brasil.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br acessado em  25/08/2017

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual ou certificado de garantia.

Publicações Recentes

 

Quem é a Secmierj?

Quem é a Secmierj?

O Secmierj está sempre à frente para defender os interesses destas empresas, e de forma mais abrangentes de todo o setor do transporte …

ler mais

Qual o custo do elevador residencial?

Qual o custo do elevador residencial?

Qual o custo do elevador residencial para casas tipos assobradadas, desde que tenham mais de 1 pavimento, em razão de ser o meio de transporte ideal para pessoas com problemas para se movimentar?

Esta talvez seja a dúvida de muitas famílias, que, embora sabendo da necessidade em ter um elevador residencial na casa devido a algum familiar, acaba adiando a decisão, pois, acredita que o custo da manutenção pode ser elevado.

O elevador de uma maneira geral é um investimento que se faz necessário, principalmente o residencial, visto que o conforto que traria ao morador que necessita de cuidados, assim, como outros moradores, mais a facilidade no transporte de mercadorias, e utensílios como aspirador de pó, vassouras, entre outros, justificaria o investimento, mesmo porque elevaria o valor do imóvel.

Sendo assim, após a aquisição do elevador residencial, o único cuidado além do manejo correto é claro, é com as manutenções periódicas necessárias para prolongar o tempo de uso, uma vez que dessa maneira não corre o risco de parar, ou, provocar acidentes.

A segurança de cada usuário do elevador residencial depende diretamente de manutenções periódicas geralmente mensais, e se faz necessária independente do número de vezes que é utilizado por dia, essa é a maneira para prevenir mau funcionamento em alguma parte do sistema.

Com a manutenção mensal do elevador residencial, é possível detectar o início de algum tipo de problema, já que sempre é verificado uma série de itens como portas, cabos de aço, sistemas de transmissão, assim, como também freios de emergência e o limitador de velocidade.

O custo mensal do elevador residencial quanto a manutenção é outro investimento que vale a pena, mesmo porque, é a segurança de cada morador, e dessa maneira, pode evitar problemas técnicos como desalinhamento do sistema no fechamento de portas, ruídos, vibrações, lentidão, paradas súbitas, acidentes, e até quedas no poço do elevador.

Quanto ao valor cobrado na manutenção, é de acordo com o tipo do equipamento instalado, conforme o tamanho, a capacidade, a velocidade, ou seja, quanto mais sofisticado, mais cara é a manutenção, por isso, é interessante que observe bem o que cada cláusula do contrato cobre.

Geralmente existem mais de 2 tipos de manutenção que podem ser contratadas para o elevador residencial, então, é bom ficar atento já que alguns podem oferecer cobertura de peças, enquanto outros não, só que apesar do valor mensal ser mais alto, na hora de trocar qualquer peça, o cliente não paga.

Já na questão da conta de energia elétrica o custo do elevador residencial também não é dos mais caros dentro de uma residência, onde geralmente há 2 a 4 chuveiros, torneira elétrica, TV e computadores ligados quase o dia inteiro, em razão disso, o valor acrescido não é dos mais assustadores.

Na verdade o custo mensal do elevador residencial desde que utilizado sem exageros, nem como brinquedos por crianças, pode ser comparado ao mesmo gasto de utensílios domésticos como por exemplo, uma máquina de lavar roupas. Outro ponto importante quanto ao custo do elevador residencial na conta de energia, é que no modo stand-by gasta o mesmo que um aparelho eletrônico, ou seja, praticamente nada.

Como lavar o carro a seco

Como lavar o carro a seco

Pode parecer exagero, mas, sabiam que para lavar um carro com mangueira, em média é gasto 200 litros de água? Nessa época de seca em algumas cidades, nem pensar neste desperdício, no entanto, quem gosta de carro limpo, tem outra opção com as dicas para lavagem a seco do carro.

A economia de água deveria ter sido pensada, décadas atrás, mas, a única parte do Brasil onde a seca era nítida, ficava no Nordeste, hoje infelizmente isto mudou, então nada melhor que começarmos a fazer algo ecologicamente correto, mesmo porque as previsões de armazenamento de água para 2050 são as piores possíveis.

Talvez a boa e velha lavada no carro com balde, água e shampoo, ainda, seja a solução para carros muito encardidos, mas, para quem sempre é zeloso com “o amigo carro”, basta seguir algumas dicas para lavagem a seco do carro para deixá-lo brilhando!

A ideia é realmente economizar água ao máximo para lavar o carro, e assim, quem sabe comece até a  incentivar os amigos para fazer essa mudança também! Vamos aprender?

Dicas para lavagem a seco do carro

Quais produtos são utilizados? Para lavagem a seco do carro podem ser utilizados produtos específicos para cada parte do carro, um para lataria e rodas, outro para a limpeza dos pneus.

Os melhores panos para esse tipo de limpeza são de microfibra pois, removem a sujeira facilmente, e são fáceis de lavar depois, além de esponja macia, de preferência nova ou bem limpa com alto poder de absorção, e em casos especiais, pode ser utilizada um tipo específico de argila para sujeiras difíceis, conforme orientações do fabricante.

O interessante do processo para lavagem a seco do carro, é que em vez de gastar cerca de 200 litros de água, será gasto somente 350 ml junto com os produtos ecológicos, ou seja, menos de ½ litro de água para lavar o carro por fora todinho. Vale lembrar que devem ser utilizados os produtos próprios, nada de improvisar utilizando shampoo de carro, sabão, ou qualquer outro tipo abrasivo, com apenas 350 ml de água, senão pode detonar a pintura do carro!

Existe também uma cera especial para lavagem a seco do carro, tipo teflonada, significa que tem teflon na formulação, para comprar basta observar o rótulo, ou, peça indicação do vendedor, pois, é própria para prevenir riscos na lataria e rodas.

Quem não tem muita afinidade em lavar o carro, e mesmo assim, quer tentar, a dica é que comece limpando pequenas partes do carro, a fim de testar os produtos para ver os resultados, mas, sempre com cautela, é importante que siga as recomendações do fabricante, inclusive o tempo para finalizar, senão pode arranhar a pintura.

Os bancos do carro que não sejam de couro, e sim, de algum tipo de tecido, também podem ser lavados a seco, aliás, é o recomendado. Veja como fazer:

Para lavagem a seco dos bancos do carro, também chamado de higienização dos bancos, é só fazer o seguinte:

  • Antes de tudo, passe o aspirador nos bancos para retirar o excesso de pó;
  • Coloque uma pequena quantidade de água num recipiente com algum produto químico biodegradável;
  • Aplique em todo o banco com uma esponja quase seca e limpa, não é para umedecer os bancos;
  • Deixe agir por 2 horas, em seguida se tiver resíduos da esponja passe novamente o aspirador ou uma escova de roupas, um saché de cheiro, também faz a diferença na lavagem a seco do carro.

Claro, que usar bons produtos pode ser o diferencial, mesmo assim, é preciso ter certa habilidade, contudo se não quiser arriscar, melhor mesmo, é levar para um serviço especializado em lavagem a seco do carro, pelo menos cobrem qualquer tipo de prejuízo!

Quais as vantagens em modernizar os elevadores

Quais as vantagens em modernizar os elevadores

Quem mora em condomínios mais novos certamente já dispõe de modernidade nos elevadores mais ágeis, silenciosos, e principalmente com designer inovador, agora, em condomínio mais antigo, talvez, seja o momento de conhecer as vantagens em modernizar os elevadores.

O maior incentivo para se modernizar os elevadores, começa pelo visual moderno, arrojado em inox, todo espelhado, com sistemas de botoeiras avançados, e tecnologia de primeira, mesmo porque, sistemas mais antigos funcionam através de relês, enquanto os novos utilizam comandos eletrônicos microprocessados.

E isso, é apenas o começo das vantagens em modernizar os elevadores, a economia de energia é também outro fator relevante na conta de despesas de um prédio, visto que diminuirá com a implantação de sistemas de comandos modernos e avançados, afinal, será tudo novo, sem peças antigas, com defeito, e muitas vezes até recondicionadas.

O valor do imóvel é outro atrativo com a chegada de elevadores mais modernos, aliás, o condomínio propriamente falando é valorizado, e ainda, promove maior agilidade entre os andares e raramente acontecem defeitos, isso já é suficiente para aceitar como um investimento necessário onde todos serão beneficiados.

Conheça melhor as vantagens em modernizar os elevadores

Não tem como negar que um elevador mais antigo, todo mês apresenta algum tipo de defeito, isso, quando não ficam 15 ou 20 dias parados sem ninguém poder utilizar, devido aguardar a chegada de alguma peça que se tornou tão obsoleta, que a solução é tentar recuperar.

O custo mensal de manutenção é outro fator que pesa no orçamento do condomínio, principalmente devido a peças que não são mais fabricadas, entretanto, no caso de modernizar os elevadores, o sistema eletrônico não se desgasta, evitando gastos desnecessários com componentes mecânicos.

Outro benefício importante dentro de um condomínio, é a redução mensal no consumo de energia com a modernização dos elevadores, em razão de representar uma economia de até 40% que significaria um lucro e tanto, ou seja, a grosso modo, caso a conta mensal seja R$ 5 mil, 40% a menos, o valor a pagar seria de R$ 3 mil.

A modernização dos elevadores, melhora a rotina dos condôminos, e também dos empregados que lá trabalham, agilizando as idas e vindas entre os andares, tudo com mais conforto e segurança, representando um excelente investimento. O “famoso degrau” que usualmente se forma na porta do elevador, é outra preocupação a menos visto que é sempre um obstáculo para idosos ou crianças, pois, nos elevadores mais modernos, a tecnologia avançada tem um sistema que impede esse desnível.

Além disso, os elevadores mais novos sobem e descem suavemente, sem trancos, muito menos solavancos, e muitas vezes são tão silenciosos que dá a impressão que ainda, está no andar. Existem vários tipos de elevadores para escolher com preços diferenciados, claro, que quanto mais sofisticado, mais caro, como alguns com comando de voz que avisa em qual andar parou, ideal para o transporte de pessoas com problemas visuais.

A manutenção mensal é, sem dúvida, outro benefício que não pode ser deixado de mencionar, visto que será bem abaixo dos gastos anteriores feitos enquanto os elevadores eram antigos, a propósito, prefira empresas onde o valor da manutenção esteja incluso.

E saibam que o prazo para a modernização de um elevador é muito mais rápida, se comparar a fabricação de um elevador novo, e caso o condomínio não tenha verba em caixa suficiente para a modernização de todos os elevadores juntos, basta que seja feito um planejamento de um a cada 2 anos.

Com tantas vantagens em modernizar os elevadores, quando deve ser feito?

  • Sempre que tiverem interesse em valorizar o patrimônio em até 10%;
  • Quando os elevadores já tiverem 20 anos de uso;
  • Ou, quando já está difícil de encontrar peças para reposição, podendo ocasionar insegurança no transporte diário;
  • Quando o elevador passa a maior parte do tempo parado;
  • Quando o valor gasto mensal com manutenções inúteis, se torna inconcebível;
  • Quando o fabricante do elevador de seu condomínio nem existe mais;

Até o momento, foram analisadas vantagens em modernizar elevadores de um condomínio, mas, não podemos deixar de lado a importância na modernização dos elevadores residenciais, mesmo porque, requerem os mesmos cuidados, e por consequência, podem estar com os mesmos problemas, como na reposição de peças por exemplo, ou manutenções caras, portanto, pode ser o momento certo para serem modernizados também.