Como o desgaste pode gerar problemas no seu carro

Como o desgaste pode gerar problemas no seu carro

Sinais de desgaste

Sempre que o carro começar a apresentar problemas na hora de ligar, como demora a dar a partida, apresentar falhas na hora do arranque, fazer barulhos estranhos, seja no motor, ou nas rodas, ou ainda, notar que o consumo de combustível está cada vez mais elevado, é a hora de levar o carro para fazer uma revisão em um Auto Center, ou na mecânica, em que você conhece e confia no serviço.

É importante que sejam empresas especializadas e que tenham equipe de profissionais capacitados, voltados para conferir a existência de problemas reais, já que algumas vezes o proprietário acredita existir, e sendo profissionais que valorizam o cliente, somente os reparos necessários é que serão feitos, afim de não onerar o gasto com manutenção desnecessária para o cliente.

Interessante também é levar o carro a oficinas que trabalhem com todo o tipo de mecânica, inclusive, como pneus, rodas, e mecânica em geral, para evitar que o cliente faça vários serviços em várias mecânicas diferentes, cada uma na sua especialidade.

De olho nas peças

Já a marca das peças que serão utilizadas para os reparos no veículo, é outro fator importante em que o motorista deve ficar atento, afim, de não deixar que sejam utilizadas peças de 2ª linha, e pagar com o preço das peças de 1ª linha.

A manutenção preventiva dos veículos é algo que evita transtornos, tais como o carro deixar de funcionar em locais e horários inadequados para chamar guincho, alguém, ou até um amigo que possa ajudar, ou ainda, sair à procura de um mecânico, porque às vezes o motorista acha que é algo fácil de resolver na hora.

É claro, que o fato do carro parar, nem sempre se deve fazer pegar no tranco, pois alguns modelos podem vir a entortar, ou amassar os pistões ao fazer esse tipo de procedimento, o que levaria a gastos assombrosos, mesmo que no inicio do problema que resultou na parada do veículo, era alguma coisa fácil e barato de arrumar.

Vale lembrar, que manutenções simples como verificar o nível da água e do óleo, sempre pela manhã, antes de ligar o carro e estacionado num lugar plano, são fundamentais para evitar alguns problemas simples, mas, nem por isso baratos, inclusive a calibragem nos pneus, é algo que deve ser feito semanalmente, para evitar também outros transtornos, que acabam pesando no orçamento.

peças desgastada

sac@duasequatrorodas.com.br

Onde são melhores lugares para levar o carro?

Para os veículos que estão estacionados na garagem já há algum tempo, é bom programar também uma revisão em um Auto Center ou na Mecânica, principalmente antes de viajar, já que o fato do carro estar parado sem uso, e por longo período, não significa que o carro continua novo, pois, acaba acarretando outros tipos de desgastes a começar pela bateria, que pode deixá-lo na mão sem avisar, sem falar do pó, da umidade, da ferrugem, e da corrosão, comuns em carros que dificilmente circulam.

É aconselhável, procurar o Auto Center, ou um Mecânico, sempre no início que o 1º problema seja notado, não espere juntar mais, já que ao continuar andando com o carro, o problema muitas vezes se agrava, e acaba levando a gastos não esperados.

autocenter

Nota de rodapé

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO. Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página. phone-icon0800 642 2327 phone-iconFIXO (47) 3522-3274 whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266 whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320(PEÇAS

Palavras chave

Como o desgaste pode gerar problemas no seu carro,
peças desgastada,
troca de peça,
carro,
peças de carro,

-#Comoodesgastepodegerarproblemasnoseucarro
-#peçasdesgastada
-#trocadepeça
-#carro
-#peçasdecarro

Como não gastar os pneus

Como não gastar os pneus

É bom um carro na garagem pronto para sair. Infelizmente o gasto mensal com esse companheiro pesa no orçamento. É combustível, lavagens, manutenção. Mesmo assim, tem como economizar em outras partes. Basta seguir algumas dicas de como não gastar os pneus

Despesas com mecânico e na troca de peças é fundamental para a tranquilidade e segurança mesmo cuidando bem do carro. Por isso, nessa parte não tem como economizar. No entanto, aproveitando as dicas para não gastar com pneus, é uma maneira de gastar menos.

Existem várias marcas de pneus e com valores diferentes. E claro que a durabilidade varia muito entre os fabricantes, por isso, nem sempre comprar pneus mais baratos é sinônimo de bom negócio. Já que provavelmente deve durar algo em torno de 10 mil km, enquanto marcas famosas duram em média 60 mil km.

Nem é preciso dizer que tanto os pneus mais baratos como os mais caros. Se aproveitarem as dicas para não gastar com pneus, certamente vão ter a vida útil prolongada. As vezes mais que a informada pelo fabricante, portanto não custa tentar. Começando na maneira de estacionar junto ao meio-fio.

Sempre que notar que as calotas estão cheias de riscos das calçadas. É de se imaginar que o motorista está acostumado a tirar finas das guias, isto pode parecer sem importância. Mas, com o passar do tempo a lateral do pneu vai ficando cada vez mais fina e pode surgir cortes quase imperceptíveis que as vezes provocam esvaziamento do pneu.

Algumas vezes esses cortes viram bolhas que podem estourar o pneu, e com esse problema na lateral não tem mais conserto. E deve ser trocado de imediato, por isso, é que alguns modelos de pneus tem as laterais mais arredondadas. Utilizados geralmente em utilitários, ônibus, entre outros.

Quando se trata de veículos esportivos, o tipo de pneu utilizado geralmente não é o convencional. Pois, o indicado é que sejam fabricados com uma lateral especial chamada de protetor de rodas. Em inglês, flange-rib, só que devido aumentar a resistência do pneu no solo eleva o consumo de combustível. Por isso, nem sempre é uma boa opção.

Como não gastar os pneus

Muitos acidentes são causados devido aos pneus gastos demais. Esse fator cai nas costas do motorista pela irresponsabilidade em trafegar sabendo das condições desfavoráveis. Claro que o estado de ruas e estradas aumentam os riscos em 10 vezes.

E para quem tinha dúvidas. Sabia que trafegar com pneus carecas, dá multa e perde pontos na CNH? E se o carro tiver outras irregularidades pode ser apreendido?

Por que pneus carecas causam acidentes

Pneus carecas estão inutilizados, não há mais o que fazer, nem mesmo serve para se transformar num Remold. Pois a banda de rodagem que fica em contato com o solo está lisa demais. Não tem mais nenhuma aderência, ao contrário de pneus bons que ainda tem borracha com os sulcos. Responsáveis em manter o carro grudado ao chão evitando que deslize ou derrape.

Dicas para não gastar com pneus, alinhamento e balanceamento

Os pneus precisam ser calibrados a cada 15 dias no máximo e cada um deve ter a tampinha para evitar que entre sujeira. E se notar que algum esvazia mais que os outros, procure levar na borracharia para verificar o motivo do problema, pois, não é normal.

O balanceamento e o alinhamento são necessários sempre que comprar pneus novos, ou, fizer o rodízio a cada 10 mil km conforme recomendado. Já que envolvem a segurança do motorista e dos ocupantes, pois, asseguram a estabilidade do veículo ao solo e mantém firmeza nas curvas.

Para finalizar, entre as dicas para não gastar com pneus. Saiba que o pneu do carro é projetado de acordo com o modelo, portanto .Nada de trocar o aro original aconselhado pelo fabricante, assim, tem fica garantido a durabilidade dos pneus.

O que fazer se o carro quebrar na estrada?

O que fazer se o carro quebrar na estrada?

Planejar uma viagem com a família ou amigos é a melhor maneira para recarregar a bateria interna do organismo, já que certamente vai rolar diversão e muitas risadas, e como as vezes problemas inesperados acontecem, seja prevenido e Saiba o que fazer se o carro quebrar na estrada.

Muita gente sabe que antes de pegar uma estrada, a mecânica do carro precisa estar em dia e 100% confiável, mesmo assim, muitos não estão a fim de gastar com manutenção preventiva, no entanto, é bom lembrar que o transtorno criado depois, pode sair bem mais caro.

Contudo, levar o carro para uma revisão no Centro Automotivo não significa que a viagem vai ocorrer as mil maravilhas na ida e na volta, afinal, todo carro usado ou novo, pode sofrer uma pane e o carro quebrar na estrada. Infelizmente isto não tem como se prever, claro, que se o carro não passa por uma manutenção há muito tempo, a probabilidade do carro quebrar na estrada é grande.

Seja como for, vamos imaginar uma situação que independente de ter feito manutenção no carro ou não, simplesmente pifou no meio do nada, como isto pode acontecer com qualquer pessoa, Saiba o que fazer se o carro quebrar na estrada:

Se o carro quebrar na estrada, triângulo

  • Lembre-se que estão numa estrada e precisa sinalizar para avisar os outros carros, mesmo que ninguém esteja passando;
  • O melhor a fazer é tentar tirar o carro do meio da estrada e colocá-lo o mais próximo do acostamento possível;
  • É preciso sinalizar bem para ser visto de longe que está parado, coloque o triângulo a alguns metros atrás, ligue o pisca alerta, coloque bem mais longe galhos de árvores numa distância que dê para visualizar e desviar, aproximadamente uns 50 passos;
  • Caso o carro quebrar na estrada a noite e com neblina, aumente para 100 passos de distância do carro;
  • Tente não deixar o carro parado no meio da estrada, senão, ainda pode ser multado como infração gravíssima e ter o automóvel apreendido, já que será considerado obstrução da via, independente do carro ter pifado;

Chame o socorro

  • Não adianta se estressar, nem ter medo, é manter a calma e verificar se tem sinal de celular;
  • Se tiver ótimo, chame o guincho que a seguradora do carro tem a disposição, mas, se não tem direito é onde mora o perigo, pois, está sujeito a pagar caro pelo guincho que encontrar pelas redondezas;

191-Polícia Rodoviária Federal

  • Caso esteja sem sinal no celular, ou se preferir, caminhe até a cabine de telefone da concessionária que estiver mais perto e peça ajuda, por isso, é interessante prestar atenção onde ficam na estrada, enquanto está dirigindo;

Conserto = Multa

  • As vezes o problema que o carro apresentou tem como ser consertado no mesmo lugar por alguém que está junto talvez, mas, saiba que consertar o carro na beira da estrada dá multa, infração grave, e no caso de ser rebocado por outro carro, também dá multa, infração média, então, fique atento;

Segurança em 1 º lugar

  • A segurança dos passageiros deve ser a maior preocupação, então, precisam ficar longe da via onde os carros podem passar em alta velocidade;
  • O ideal é permanecer dentro do carro, caso esteja num lugar seguro fora da estrada, assim, se garantem na sombra, e claro, somente se o carro não apresenta sinais de fumaça, senão todos inclusive o motorista devem permanecer de longe olhando e aguardando ajuda;

Nos dias atuais de violência se o carro quebrar na estrada, não tente parar outros carros que estejam passando para pedir ajuda, o melhor é realmente esperar pela Polícia Rodoviária, ou, pelo próprio guincho, aliás, é bom avisar quantas pessoas estão com você já que as regras permitem que apenas uma pessoa acompanhe o carro guinchado.

Como foi a avaliação do novo Corolla, modelo 2018

Como foi a avaliação do novo Corolla, modelo 2018

Para continuar na liderança em seu segmento, a Toyota lançou há alguns meses no mercado brasileiro a linha 2018 do Corolla, seu carro de maior sucesso não só no Brasil como em todo o mundo, que chega com design renovado e moderno, mais itens de conforto, conveniência e segurança.

Com as vendas iniciadas em março, o novo Corolla completa cinco décadas em 2017. No Brasil, chegou no início dos anos 1990, por meio de importações. Já a partir de 1998, o sedã passou a ser produzido na planta da Toyota de Indaiatuba (SP).

Desempenho

 O Corolla 2018 tem dois tipos de motorização: 1.8L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, 144 cv a 6.000 rpm, com etanol, e 139 cv a 6.000 giros, com gasolina, e torque de 18,6 kgfm (E) e 17,7 kgfm (G), a 4.800 rpm. E a 2.0L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, 154 cv a 5.800 rpm, com etanol, e 143 cv de potência a 5.800 giros, com gasolina, e torque de 20,7 kgfm a 4.800 rpm (E) e 19,4 kgfm a 4.000 rotações (G). Ambos são construídos com bloco e cabeçote de alumínio.

As transmissões que equipam a linha 2018 são: manual de seis velocidades, para a versão de entrada GLi, e a automática Multi-Drive, disponível nas outras versões. A transmissão Multi-Drive deriva da tecnologia CVT. Seu diferencial é um software de gerenciamento, que reproduz sete marchas, mesmo quando o motorista conduz o veículo com o câmbio na posição Drive.

A transmissão Multi-Drive da Toyota oferece, em todas as versões, a possibilidade de trocas manuais sequenciais. Na GLi, exclusivamente na alavanca de câmbio. Nas versões XEi, XRS e Altis, as trocas sequenciais também podem ser feitas por meio das borboletas localizadas atrás do volante. Estas três versões do sedã possuem a tecla “Sport Mode”, que, quando acionada, altera o mapeamento do software de gerenciamento da transmissão e proporciona ao Corolla um comportamento dinâmico mais esportivo.

Valor

 Os preços do Corolla começam em R$ 69.690,00 na versão 1.8 L GLi manual e variam de acordo com o modelo, chegando a R$ 114.990,00 na versão 2.0L Altis Multi-Drive. O modelo 2018 está disponível na rede de concessionárias Toyota nas cores: branco perolizado, prata supernova, cinza granito, preto eclipse, vermelho granada e na nova cor marrom urban. O Corolla XRS, apenas nas cores branco polar e preto eclipse.

Análise

Na análise do reparador Marcos Ferraresso Junior (foto ao lado), da JL Andrade, na zona sul de São Paulo, o Novo Corolla é referência quando se trata de conforto. “O veículo tem ótima dirigibilidade, apresenta uma troca de marchas fácil e sutil, o painel está mais bonito e ainda tem características esportivas através dos faróis de led nas entradas laterais do parachoque dianteiro. Eu com certeza compraria o automóvel”, afirma.

Em relação à reparabilidade, ele destaca que o veículo não oferece dificuldades na manutenção, e muitos dos sistemas são iguais aos da versão a anterior. “Os sistemas de suspensão, freios e arrefecimento são os mesmos do modelo anterior. Uma das únicas diferenças é a tampa da válvula, que agora é de alumínio, assim como o cabeçote e bloco. Os parafusos de fixação dos amortecedores são maiores do que os da versão anterior, estão mais reforçados. Acredito que é porque a roda do novo aro do automóvel aumentou uma polegada”, finaliza.

Fonte: www.reparacaoautomotiva.com.br

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual ou certificado de garantia.

Publicações Recentes

 

Dia Internacional da Igualdade da Mulher

Dia Internacional da Igualdade da Mulher

A luta das mulheres por melhores condições de vida e de trabalho, pelo direito ao voto e pela emancipação, inspirou a criação do Dia Internacional da Igualdade da Mulher, celebrado no dia 26 de agosto.

A atuação das mulheres no processo de transformação social garantiu a ampliação do direito ao voto, a participação e a formalização no mercado de trabalho, acesso à renda, direitos e participação na vida pública. E as mulheres, que começaram brigando por trabalho decente, hoje presidem países como o Brasil de Dilma Rousseff e o Chile de Michelle Bachelet, ocupam cargos importantes em empresas e nos parlamentos mundo afora. São respeitadas.

A discriminação e a desigualdade entre homens e mulheres, no entanto, ainda atinge milhões de mulheres em todos os continentes. As mulheres conquistaram mais anos de estudo do que os homens, porém, a taxa de desemprego entre as mulheres é maior e a desigualdade salarial continua. Sem falar que a maioria sobrevive da economia informal. Evidentemente, as maiores vítimas são as mais pobres e as negras, com baixa escolaridade e sem muita qualificação profissional.

Em alguns países, dívidas históricas começam, mesmo que timidamente, a ser corrigidas, mas a reação das elites econômica e política reduz o ritmo das mudanças. Esse é o caso do Brasil, onde depois de muito debate e pressão das trabalhadoras domésticas, dos movimentos sindical e social, começou a ser corrigida uma injustiça histórica com um dos maiores grupos de trabalhadoras do País: o das domésticas. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil é o maior empregador de domésticas do mundo. São 7,2 milhões de trabalhadoras. Nesse universo, 59,6% são negras.

Em 2013, no governo da presidenta Dilma, a legislação trabalhista igualou os direitos das empregadas domésticas ao dos demais assalariados. 25 anos depois da promulgação da nossa Carta Magna e 126 após o fim da escravidão no Brasil, o emprego doméstico foi finalmente incorporado ao artigo 7º da Constituição Federal.

Agora, essas trabalhadoras têm os mesmos direitos que os demais trabalhadores. Além disso, o trabalho doméstico é considerado insalubre e perigoso, vedado a menores de 18 anos. Mas a luta não terminou. Sempre atento aos humores da elite, que reagiu negativamente, o Congresso Nacional ainda não regulamentou o Projeto de Lei do Senado (PLS) 224, de 2013, que define aspectos do emprego doméstico, como a multa do FGTS, a definição da jornada de trabalho e multa no caso de demissão.

Em 2014, os desafios para o governo, para o Congresso Nacional e para toda a sociedade são a regulamentação do trabalho doméstico, igualdade de remuneração e de oportunidades no mercado e a repartição desigual entre homens e mulheres nas atividades do lar.

A luta por igualdade entre homens e mulheres é um desafio não apenas da CUT, mas de toda a sociedade brasileira.

Nossa homenagem a todas as mulheres do Brasil.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br acessado em  25/08/2017

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual ou certificado de garantia.

Publicações Recentes

 

Como lavar o carro a seco

Como lavar o carro a seco

Pode parecer exagero, mas, sabiam que para lavar um carro com mangueira, em média é gasto 200 litros de água? Nessa época de seca em algumas cidades, nem pensar neste desperdício, no entanto, quem gosta de carro limpo, tem outra opção com as dicas para lavagem a seco do carro.

A economia de água deveria ter sido pensada, décadas atrás, mas, a única parte do Brasil onde a seca era nítida, ficava no Nordeste, hoje infelizmente isto mudou, então nada melhor que começarmos a fazer algo ecologicamente correto, mesmo porque as previsões de armazenamento de água para 2050 são as piores possíveis.

Talvez a boa e velha lavada no carro com balde, água e shampoo, ainda, seja a solução para carros muito encardidos, mas, para quem sempre é zeloso com “o amigo carro”, basta seguir algumas dicas para lavagem a seco do carro para deixá-lo brilhando!

A ideia é realmente economizar água ao máximo para lavar o carro, e assim, quem sabe comece até a  incentivar os amigos para fazer essa mudança também! Vamos aprender?

Dicas para lavagem a seco do carro

Quais produtos são utilizados? Para lavagem a seco do carro podem ser utilizados produtos específicos para cada parte do carro, um para lataria e rodas, outro para a limpeza dos pneus.

Os melhores panos para esse tipo de limpeza são de microfibra pois, removem a sujeira facilmente, e são fáceis de lavar depois, além de esponja macia, de preferência nova ou bem limpa com alto poder de absorção, e em casos especiais, pode ser utilizada um tipo específico de argila para sujeiras difíceis, conforme orientações do fabricante.

O interessante do processo para lavagem a seco do carro, é que em vez de gastar cerca de 200 litros de água, será gasto somente 350 ml junto com os produtos ecológicos, ou seja, menos de ½ litro de água para lavar o carro por fora todinho. Vale lembrar que devem ser utilizados os produtos próprios, nada de improvisar utilizando shampoo de carro, sabão, ou qualquer outro tipo abrasivo, com apenas 350 ml de água, senão pode detonar a pintura do carro!

Existe também uma cera especial para lavagem a seco do carro, tipo teflonada, significa que tem teflon na formulação, para comprar basta observar o rótulo, ou, peça indicação do vendedor, pois, é própria para prevenir riscos na lataria e rodas.

Quem não tem muita afinidade em lavar o carro, e mesmo assim, quer tentar, a dica é que comece limpando pequenas partes do carro, a fim de testar os produtos para ver os resultados, mas, sempre com cautela, é importante que siga as recomendações do fabricante, inclusive o tempo para finalizar, senão pode arranhar a pintura.

Os bancos do carro que não sejam de couro, e sim, de algum tipo de tecido, também podem ser lavados a seco, aliás, é o recomendado. Veja como fazer:

Para lavagem a seco dos bancos do carro, também chamado de higienização dos bancos, é só fazer o seguinte:

  • Antes de tudo, passe o aspirador nos bancos para retirar o excesso de pó;
  • Coloque uma pequena quantidade de água num recipiente com algum produto químico biodegradável;
  • Aplique em todo o banco com uma esponja quase seca e limpa, não é para umedecer os bancos;
  • Deixe agir por 2 horas, em seguida se tiver resíduos da esponja passe novamente o aspirador ou uma escova de roupas, um saché de cheiro, também faz a diferença na lavagem a seco do carro.

Claro, que usar bons produtos pode ser o diferencial, mesmo assim, é preciso ter certa habilidade, contudo se não quiser arriscar, melhor mesmo, é levar para um serviço especializado em lavagem a seco do carro, pelo menos cobrem qualquer tipo de prejuízo!

O que fazer quando acontece perda total no carro que tem Air-Bag?

O que fazer quando acontece perda total no carro que tem Air-Bag?

Os carros novos vendidos no Brasil a partir de 2014, tem a obrigatoriedade de vir equipado com air-bags frontais, e freios ABS, mas, nos últimos anos a perda total nos veículos populares com air-bag tiveram um aumento expressivo.

É interessante ressaltar sobre a importância em usar a tecnologia a favor da segurança para todos os motoristas e passageiros do veículo, e não somente para aqueles que tem veículos de valores elevados, ou seja, os veículos populares também precisam ser igualmente seguros e equipados com air-bags.

Entenda como funciona o air-bag

Air-bag é um dos componentes de segurança no veículo de maior importância que já salvou milhares de vidas, e funciona como uma almofada de ar inflável a qual é acionada, assim, que o veículo sofre um impacto muito forte, como uma colisão.

O air-bag funciona através de sensores que ficam em partes estratégicas nos veículos como na parte frontal, traseiro, lateral direito, lateral esquerdo, atrás dos bancos do passageiro e motorista, e no forro interno da cabina, e com o impacto, um sinal é disparado para verificar qual sensor foi atingido, dessa forma aciona o air-bag no local exato do impacto.

O dispositivo é feito de pastilhas que contém azida de sódio com outros aditivos, e são acionados pelo computador de bordo através de uma corrente elétrica, dentro de um balão de ar muito resistente, conhecido como air-bag. Sua principal função é encher o air-bag de ar para amortecer o impacto do motorista ou dos passageiros no interior do veículo, evitando ou minimizando lesões e traumas na face, cabeça, pescoço e coluna.

A primeira impressão é que o air-bag embora impeça que motoristas, ou passageiros, se machuquem, pode provocar asfixia, visto que geralmente numa colisão forte, algum dos ocupantes pode desmaiar sob o balão inflado do air-bag, e é por isso, que o acionamento para inflar é tão rápido (~30 milésimos de segundo – um piscar de olhos) quanto também para esvaziar.

Como funciona o air-bag

Todos os veículos com air-bag funcionam a partir de uma mistura química a base de azida de sódio a qual se decompõe rapidamente sempre que aquecida a uma temperatura de 300° graus, produzindo nitrogênio gasoso e sódio metálico, por isso, é adicionado nitrato de potássio e sílica para produzir um silicato alcalino vítreo, inerte, mas, é o nitrogênio o responsável em inflar o balão.

Com toda a tecnologia encontrada cada vez mais nos novos veículos, alguns modelos têm a capacidade de determinar de maneira rápida, qual a provável intensidade do impacto, por isso, conseguem regular quanto o air-bag deve inflar.

Vale esclarecer que embora muitos modelos de veículos populares ou não, tenham air-bag, mesmo assim, não excluem a necessidade e obrigatoriedade de usar o cinto de segurança em cada um dos ocupantes do veículo, já que o air-bag impede apenas o impacto do rosto no painel, no vidro, nos bancos traseiros, ou, nas laterais reduzindo risco de lesões mais graves.

A história do air-bag teve início nos anos 70 nos Estados Unidos, mas, há informações que devido a um grave acidente, a ideia foi deixada de lado, por isso, a marca inicial ficou para a Mercedes que em 1980 lançou o Classe S com o 1º air-bag, cintos de segurança e ABS.

Seja como for, é curioso saber que uma seguradora fez um acompanhamento durante algum tempo sobre a perda total nos veículos populares com air-bag, e percebeu que a maioria dos acidentes envolvendo esses carros mais baratos estão sendo considerados PT, perda total. O problema é que depois do air-bag acionado, não existe mais reparo, assim, todo o kit precisa ser trocado, e dependendo do modelo do carro pode custar algo em torno de R$ 4 mil.

Considerando que a média de indenização paga pelas seguradoras em carros populares como Fiat Palio, VW UP!, Chevrolet Onix e Ford Ka, é na faixa de 30 mil reais, somente o kit de air-bag pode passar dos 10% do valor, embora um carro para dar PT, precisa sofrer um dano no mínimo de 75% do seu valor de tabela.

Existem certas vantagens em ter veículos populares com air-bag, como o preço do seguro mais baixo, pois, quanto mais itens de segurança o carro tem, menos se paga, sem falar que em caso de sofrer um acidente, como o valor de um air-bag novo é inviável, junto a outros danos do carro é claro, pode dar PT, mesmo assim, fique atento porque há exceções.

Sem dúvidas, os airbags são itens de segurança para o motorista e passageiros. No entanto, este deve ser utilizado como o último recurso para prevenção de lesões e traumas. Além da manutenção preventiva do veículo, do bom estado físico e psicológico do motorista – responsável pelos ocupantes do veículo – na hora de dirigir, seguindo sempre as leis de trânsito, deve-se utilizar sempre das técnicas de direção defensiva. Todos estes itens citados a cima são para prevenir, antecipar possíveis colisões no trânsito, caso eles não sejam suficientes, o cinto de segurança como o airbags são acionados, involuntário a ação do motorista e ocupantes, para a proteção dos mesmos.

Sendo assim, faça sempre a manutenção do seu veículo regularmente, siga sempre as leis de trânsito e antecipe possíveis colisões utilizando as técnicas de direção defensiva.

O que seu jeito de dirigir fala sobre você

O que seu jeito de dirigir fala sobre você

Aposto que desde que você passou no exame de direção e tirou a sua carteira de motorista, você nunca pensou sobre o seu estilo de conduzir o veículo. Acho que você sequer pensaria que o jeito que você segura o volante pode dizer muito sobre a sua personalidade!

Escolha a imagem que mostra a posição de suas mãos enquanto você está dirigindo, e descubra algo interessante sobre si mesmo.

1. O Minimalista

Você está tentando tornar a sua vida o mais simples possível. Você não se envolve com pessoas ou coisas desnecessárias, e escolhe as pessoas mais sinceras e diretas como amigos. Mas o fato de você ser minimalista não significa que você seja chato: os amigos apreciam o seu gosto e a maneira não dramática com a qual você aborda a vida.

2. O Cara Engraçado

O seu cérebro gera constantemente uma variedade de ideias malucas. Você é uma pessoa engraçada e ativa. É um gênio da criatividade, e as suas habilidades artísticas atraem muitos amigos para você.

3. O Pacificador

Você não gosta de disputas; os conflitos te chateiam e te desequilibram. Se você levantar o tom de voz, a sua família ficará surpresa e perceberá que o assunto é sério. Você não tolera discussões e direciona todas as suas habilidades para eliminar os conflitos entre outras pessoas.

4. O Perfeccionista

Você presta muita atenção aos detalhes, e gosta quando tudo sai de acordo com o planejado. Está firmemente convencido de que se você faz algo, então está bem feito. Você está sempre bem arrumado e bonito.

5. O Alarmista

Você geralmente luta com os seus medos. Por exemplo, você volta para casa várias vezes para verificar se as portas estão todas fechadas ou se o ferro de passar roupas está desligado. Você prefere não correr riscos e só acredita em métodos confiáveis e comprovados. A sua família e amigos te amam muito e sempre tentam te ajudar a relaxar, porque sabem que existe uma pessoa maravilhosa por trás dessa insegurança.

6. O Aventureiro

Se você ainda não experimentou o paraquedismo ou o bungee jumping –você, com certeza, fará isso no futuro. É óbvio que os seus amigos geralmente ficam maravilhados com o seu temperamento e nem sempre compartilham os seus hobbies, mas o seu lema de vida: “viva-a-vida-ao-máximo” merece respeito.

7. O Chefe

Você é um líder nato já que possui o talento para assumir o controle da situação. As pessoas te procuram para ouvir conselhos e ajuda. Elas acreditam em você porque você é muito confiante. No trabalho, você é com frequência elogiado por sua liderança e habilidades organizacionais. Nos relacionamentos, pode ser meio difícil encontrar uma pessoa que te complete. Mas quando isso acontecer, você perceberá que a espera valeu a pena.

8. O Cara Confiável

As pessoas te adoram, já que você é de ajuda imensa para seus amigos e família. Você fica feliz de verdade pelo sucesso dos outros. É um ótimo ouvinte e não está inclinado a permitir que outras pessoas tomem a iniciativa nas próprias mãos. E enquanto elas estão lutando as batalhas da vida, você descansa e aceita a vida do jeito que ela é.

9. O Cara Durão

Você não se emociona muito com as coisas e as pessoas podem pensar que você não é uma pessoa bondosa. Mesmo nos períodos mais difíceis na vida, você irradia a sua autoconfiança e a sua paz de espírito. Para você, todos os dias são como feriados, e os amigos e a família vêm até você quando querem passar um tempo agradável.

10. O Tanque

Você está sempre ocupado, e não tem tempo para aquelas pessoas que ficam no seu caminho, você simplesmente varre tudo. As pessoas te admiram e sabem que podem contar com você, se querem as coisas feitas.

Fonte: LittleThings , perfeito.guru  acessado em 28/06/2017 ” Nunca pensei que a maneira como eu seguro o volante do meu carro pudesse dizer tanto sobre a minha personalidade. De fato, muito esclarecedor! “

Como conseguir uma boa venda no carro usado

Como conseguir uma boa venda no carro usado

Nem sempre a venda de um carro é uma tarefa simples, principalmente depois que verificou o preço na tabela dos usados, qual a média que estão sendo vendidos, tudo isso, cria só expectativa já que o valor que está pedindo é sempre superior ao oferecido, e para melhorar a oferta do comprador o ideal é que aprenda a valorizar seu usado na venda.

A desvalorização do produto é algo que infelizmente existe, e de nada adianta querer elevar o preço porque o carro está todo equipado, cheio de acessórios caros, ou, se tem ainda, cheiro de novo, pois, saiu da concessionária e virou a esquina, são 20% a menos no bolso!

Seja como for, nenhum desses fatores é para desanimar, deve ser persistente, não vender ao 1 º que aparece e joga o preço lá embaixo, principalmente porque você sabe que o carro está bom e vale cada centavo.

Por isso, uma boa estratégia é que aprenda a valorizar seu usado na venda, assim, terá argumentos convincentes!

Pode parecer incrível, mas, aprenda a valorizar seu usado na venda, desde o momento em que você comprou, ou, seja, cuide muito bem de seu veículo para que fique em ótimo estado de conservação, um ótimo visual é o que chama atenção e provoca o interesse em qualquer comprador.

Durante o tempo em que estiver com o carro, aprenda que o valor que pretende numa futura negociação vai depender de algumas atitudes que teve. Confira:

 

  • Não fumar dentro do carro, a fumaça além de amarelar todo o interior, deixa o ambiente impregnado com cheiro de nicotina;
  • Não comer dentro do veículo já que as migalhas se espalham por todo o interior, inclusive, o aspirador usado constantemente acaba desgastando mais rápido o carpete e os bancos;

 

  • A limpeza pode disfarçar manchas de alimentos ou sucos nos bancos, mas, acaba com a aparência em geral, pois, deixam marcas;

 

  • Tenha o hábito de deixar o carro estacionado em locais fora da ação do sol, isto, é desastroso para a pintura, mesmo que encere periodicamente;

 

  • Riscos ou arranhados na pintura devem ser corrigidos em funileiros especializados, senão a aparência fica pior ainda;
  • Caso tenha comprado o carro ainda zero, faça todas as revisões e manutenções nas datas corretas, isto é um fator que eleva o preço do usado;

 

  • Evite fazer mudanças radicais demais, pois, nem sempre é sinônimo de valorização, como rodas, pintura, faróis, até no som ou na mecânica, pois a maioria prefere o carro com a cara que saiu da concessionaria;
  • A cor do carro pode influenciar também na hora de valorizar seu usado na venda, porque cores personalizadas estilo pink, laranja, entre outras super chamativas podem ser o sonho de consumo de alguns somente, mas, na hora da revenda vai descobrir que mesmo com o carro com aspecto de zero, o preço devido a cor, pode despencar;

 

  • Na dúvida pode apostar no branco, preto, ou prata, dificilmente desvalorizam;

É interessante frisar que o valor de seu usado pode variar conforme o comprador, então, analise se precisa ter mais dinheiro na mão e, nesse caso o ideal seria vender para o particular que sempre paga mais, ou, se quer dar o carro com valor X de entrada, nesse caso pode conseguir uma negociação melhor na revenda.

Mesmo assim, o preço oferecido por uma revenda pode ser mais baixo que outra, ou, a tabela de juros pode ser mais alta, portanto fica a dica de não fazer negócio logo na 1ª revenda ou concessionária que entrar, pesquise muito, até ter a certeza que está levando vantagens!

Já numa negociação com particular, não esqueça que deve dar garantia de motor e câmbio de 3 meses pelo menos, agora, vendendo o carro para uma revenda o carro é avaliado na hora, e se julgarem que tem algo a fazer isto desvaloriza o valor a ser pago, só que em compensação, depois de vendido ninguém vem bater a sua porta pedindo que seja indenizado pelo conserto!

Um item importante que valoriza seu usado na venda, é o manual do proprietário e a chave reserva, e isto vale para particular e concessionaria, onde podem ser vistas as datas das revisões e, se foram feitas nas datas corretas, indica que o condutor sempre esteve atento ao carro, e assim, pode chegar no preço desejado!

No caso do comprador ser um particular, fique atento a transferência de propriedade, acompanhe até a certeza que já transferiu de nome, senão as multas e a pontuação dele sairão em seu nome, além disso, não esqueça de informar a sua seguradora que não está mais com o carro, principalmente se ainda estiver pagando as parcelas do seguro. E principalmente :

Boa Venda!