O que fazer se o carro quebrar na estrada?

O que fazer se o carro quebrar na estrada?

Planejar uma viagem com a família ou amigos é a melhor maneira para recarregar a bateria interna do organismo, já que certamente vai rolar diversão e muitas risadas, e como as vezes problemas inesperados acontecem, seja prevenido e Saiba o que fazer se o carro quebrar na estrada.

Muita gente sabe que antes de pegar uma estrada, a mecânica do carro precisa estar em dia e 100% confiável, mesmo assim, muitos não estão a fim de gastar com manutenção preventiva, no entanto, é bom lembrar que o transtorno criado depois, pode sair bem mais caro.

Contudo, levar o carro para uma revisão no Centro Automotivo não significa que a viagem vai ocorrer as mil maravilhas na ida e na volta, afinal, todo carro usado ou novo, pode sofrer uma pane e o carro quebrar na estrada. Infelizmente isto não tem como se prever, claro, que se o carro não passa por uma manutenção há muito tempo, a probabilidade do carro quebrar na estrada é grande.

Seja como for, vamos imaginar uma situação que independente de ter feito manutenção no carro ou não, simplesmente pifou no meio do nada, como isto pode acontecer com qualquer pessoa, Saiba o que fazer se o carro quebrar na estrada:

Se o carro quebrar na estrada, triângulo

  • Lembre-se que estão numa estrada e precisa sinalizar para avisar os outros carros, mesmo que ninguém esteja passando;
  • O melhor a fazer é tentar tirar o carro do meio da estrada e colocá-lo o mais próximo do acostamento possível;
  • É preciso sinalizar bem para ser visto de longe que está parado, coloque o triângulo a alguns metros atrás, ligue o pisca alerta, coloque bem mais longe galhos de árvores numa distância que dê para visualizar e desviar, aproximadamente uns 50 passos;
  • Caso o carro quebrar na estrada a noite e com neblina, aumente para 100 passos de distância do carro;
  • Tente não deixar o carro parado no meio da estrada, senão, ainda pode ser multado como infração gravíssima e ter o automóvel apreendido, já que será considerado obstrução da via, independente do carro ter pifado;

Chame o socorro

  • Não adianta se estressar, nem ter medo, é manter a calma e verificar se tem sinal de celular;
  • Se tiver ótimo, chame o guincho que a seguradora do carro tem a disposição, mas, se não tem direito é onde mora o perigo, pois, está sujeito a pagar caro pelo guincho que encontrar pelas redondezas;

191-Polícia Rodoviária Federal

  • Caso esteja sem sinal no celular, ou se preferir, caminhe até a cabine de telefone da concessionária que estiver mais perto e peça ajuda, por isso, é interessante prestar atenção onde ficam na estrada, enquanto está dirigindo;

Conserto = Multa

  • As vezes o problema que o carro apresentou tem como ser consertado no mesmo lugar por alguém que está junto talvez, mas, saiba que consertar o carro na beira da estrada dá multa, infração grave, e no caso de ser rebocado por outro carro, também dá multa, infração média, então, fique atento;

Segurança em 1 º lugar

  • A segurança dos passageiros deve ser a maior preocupação, então, precisam ficar longe da via onde os carros podem passar em alta velocidade;
  • O ideal é permanecer dentro do carro, caso esteja num lugar seguro fora da estrada, assim, se garantem na sombra, e claro, somente se o carro não apresenta sinais de fumaça, senão todos inclusive o motorista devem permanecer de longe olhando e aguardando ajuda;

Nos dias atuais de violência se o carro quebrar na estrada, não tente parar outros carros que estejam passando para pedir ajuda, o melhor é realmente esperar pela Polícia Rodoviária, ou, pelo próprio guincho, aliás, é bom avisar quantas pessoas estão com você já que as regras permitem que apenas uma pessoa acompanhe o carro guinchado.

Qual o custo do elevador residencial?

Qual o custo do elevador residencial?

Qual o custo do elevador residencial para casas tipos assobradadas, desde que tenham mais de 1 pavimento, em razão de ser o meio de transporte ideal para pessoas com problemas para se movimentar?

Esta talvez seja a dúvida de muitas famílias, que, embora sabendo da necessidade em ter um elevador residencial na casa devido a algum familiar, acaba adiando a decisão, pois, acredita que o custo da manutenção pode ser elevado.

O elevador de uma maneira geral é um investimento que se faz necessário, principalmente o residencial, visto que o conforto que traria ao morador que necessita de cuidados, assim, como outros moradores, mais a facilidade no transporte de mercadorias, e utensílios como aspirador de pó, vassouras, entre outros, justificaria o investimento, mesmo porque elevaria o valor do imóvel.

Sendo assim, após a aquisição do elevador residencial, o único cuidado além do manejo correto é claro, é com as manutenções periódicas necessárias para prolongar o tempo de uso, uma vez que dessa maneira não corre o risco de parar, ou, provocar acidentes.

A segurança de cada usuário do elevador residencial depende diretamente de manutenções periódicas geralmente mensais, e se faz necessária independente do número de vezes que é utilizado por dia, essa é a maneira para prevenir mau funcionamento em alguma parte do sistema.

Com a manutenção mensal do elevador residencial, é possível detectar o início de algum tipo de problema, já que sempre é verificado uma série de itens como portas, cabos de aço, sistemas de transmissão, assim, como também freios de emergência e o limitador de velocidade.

O custo mensal do elevador residencial quanto a manutenção é outro investimento que vale a pena, mesmo porque, é a segurança de cada morador, e dessa maneira, pode evitar problemas técnicos como desalinhamento do sistema no fechamento de portas, ruídos, vibrações, lentidão, paradas súbitas, acidentes, e até quedas no poço do elevador.

Quanto ao valor cobrado na manutenção, é de acordo com o tipo do equipamento instalado, conforme o tamanho, a capacidade, a velocidade, ou seja, quanto mais sofisticado, mais cara é a manutenção, por isso, é interessante que observe bem o que cada cláusula do contrato cobre.

Geralmente existem mais de 2 tipos de manutenção que podem ser contratadas para o elevador residencial, então, é bom ficar atento já que alguns podem oferecer cobertura de peças, enquanto outros não, só que apesar do valor mensal ser mais alto, na hora de trocar qualquer peça, o cliente não paga.

Já na questão da conta de energia elétrica o custo do elevador residencial também não é dos mais caros dentro de uma residência, onde geralmente há 2 a 4 chuveiros, torneira elétrica, TV e computadores ligados quase o dia inteiro, em razão disso, o valor acrescido não é dos mais assustadores.

Na verdade o custo mensal do elevador residencial desde que utilizado sem exageros, nem como brinquedos por crianças, pode ser comparado ao mesmo gasto de utensílios domésticos como por exemplo, uma máquina de lavar roupas. Outro ponto importante quanto ao custo do elevador residencial na conta de energia, é que no modo stand-by gasta o mesmo que um aparelho eletrônico, ou seja, praticamente nada.

Quais as vantagens em modernizar os elevadores

Quais as vantagens em modernizar os elevadores

Quem mora em condomínios mais novos certamente já dispõe de modernidade nos elevadores mais ágeis, silenciosos, e principalmente com designer inovador, agora, em condomínio mais antigo, talvez, seja o momento de conhecer as vantagens em modernizar os elevadores.

O maior incentivo para se modernizar os elevadores, começa pelo visual moderno, arrojado em inox, todo espelhado, com sistemas de botoeiras avançados, e tecnologia de primeira, mesmo porque, sistemas mais antigos funcionam através de relês, enquanto os novos utilizam comandos eletrônicos microprocessados.

E isso, é apenas o começo das vantagens em modernizar os elevadores, a economia de energia é também outro fator relevante na conta de despesas de um prédio, visto que diminuirá com a implantação de sistemas de comandos modernos e avançados, afinal, será tudo novo, sem peças antigas, com defeito, e muitas vezes até recondicionadas.

O valor do imóvel é outro atrativo com a chegada de elevadores mais modernos, aliás, o condomínio propriamente falando é valorizado, e ainda, promove maior agilidade entre os andares e raramente acontecem defeitos, isso já é suficiente para aceitar como um investimento necessário onde todos serão beneficiados.

Conheça melhor as vantagens em modernizar os elevadores

Não tem como negar que um elevador mais antigo, todo mês apresenta algum tipo de defeito, isso, quando não ficam 15 ou 20 dias parados sem ninguém poder utilizar, devido aguardar a chegada de alguma peça que se tornou tão obsoleta, que a solução é tentar recuperar.

O custo mensal de manutenção é outro fator que pesa no orçamento do condomínio, principalmente devido a peças que não são mais fabricadas, entretanto, no caso de modernizar os elevadores, o sistema eletrônico não se desgasta, evitando gastos desnecessários com componentes mecânicos.

Outro benefício importante dentro de um condomínio, é a redução mensal no consumo de energia com a modernização dos elevadores, em razão de representar uma economia de até 40% que significaria um lucro e tanto, ou seja, a grosso modo, caso a conta mensal seja R$ 5 mil, 40% a menos, o valor a pagar seria de R$ 3 mil.

A modernização dos elevadores, melhora a rotina dos condôminos, e também dos empregados que lá trabalham, agilizando as idas e vindas entre os andares, tudo com mais conforto e segurança, representando um excelente investimento. O “famoso degrau” que usualmente se forma na porta do elevador, é outra preocupação a menos visto que é sempre um obstáculo para idosos ou crianças, pois, nos elevadores mais modernos, a tecnologia avançada tem um sistema que impede esse desnível.

Além disso, os elevadores mais novos sobem e descem suavemente, sem trancos, muito menos solavancos, e muitas vezes são tão silenciosos que dá a impressão que ainda, está no andar. Existem vários tipos de elevadores para escolher com preços diferenciados, claro, que quanto mais sofisticado, mais caro, como alguns com comando de voz que avisa em qual andar parou, ideal para o transporte de pessoas com problemas visuais.

A manutenção mensal é, sem dúvida, outro benefício que não pode ser deixado de mencionar, visto que será bem abaixo dos gastos anteriores feitos enquanto os elevadores eram antigos, a propósito, prefira empresas onde o valor da manutenção esteja incluso.

E saibam que o prazo para a modernização de um elevador é muito mais rápida, se comparar a fabricação de um elevador novo, e caso o condomínio não tenha verba em caixa suficiente para a modernização de todos os elevadores juntos, basta que seja feito um planejamento de um a cada 2 anos.

Com tantas vantagens em modernizar os elevadores, quando deve ser feito?

  • Sempre que tiverem interesse em valorizar o patrimônio em até 10%;
  • Quando os elevadores já tiverem 20 anos de uso;
  • Ou, quando já está difícil de encontrar peças para reposição, podendo ocasionar insegurança no transporte diário;
  • Quando o elevador passa a maior parte do tempo parado;
  • Quando o valor gasto mensal com manutenções inúteis, se torna inconcebível;
  • Quando o fabricante do elevador de seu condomínio nem existe mais;

Até o momento, foram analisadas vantagens em modernizar elevadores de um condomínio, mas, não podemos deixar de lado a importância na modernização dos elevadores residenciais, mesmo porque, requerem os mesmos cuidados, e por consequência, podem estar com os mesmos problemas, como na reposição de peças por exemplo, ou manutenções caras, portanto, pode ser o momento certo para serem modernizados também.