Como cuidar da aparência da sua motocicleta?

Como cuidar da aparência da sua motocicleta?

Que tal aprender umas dicas sobre como cuidar da aparência de sua moto, e assim, economizar uma grana que pode andar meia curta, principalmente em fim de mês, e ainda, deixá-la do mesmo jeitinho que saiu da loja?

Os carros e motos precisam ser tratados com carinho, afinal, são os companheiros perfeitos para levá-lo a muitos lugares, não é mesmo? Então, nada mais justo do que tratá-los muito bem, assim, o seu bem material tem uma vida útil mais prolongada.

sac@duasequatrorodas.com.br

Dicas de como cuidar da aparência de sua moto

A moto pode ser lavada em qualquer momento do dia, apenas, certifique-se sempre que está fria, isso, evita que ocorra um choque térmico no escapamento, ou, em outras peças mais delicadas, senão a economia pode gerar prejuízos.

Prefira lavar a moto com balde, já que mangueiras ou máquinas de pressão, podem afetar alguma parte do motor, principalmente se entrar água no escapamento, ou, nas entradas. Comece molhando a carenagem, o tanque, as rodas e o motor, apenas com água e sem esfregar.

Em seguida adicione um xampu no balde com água, próprio para a lavagem de motos, ou, de carro, nunca passe o xampu direto na lataria, molhe um pano novo e macio, e comece a lavar de cima para baixo.

Deixe as rodas e o motor para serem lavados por últimos.

Para a lavagem das rodas e do conjunto do motor e exaustão, é preciso ter um pouco mais de paciência, e utilizar pano, escovas e pincéis para não riscar nada e tirar qualquer sujeira, e se preferir, para esta parte da moto pode fazer uma mistura de água e querosene na proporção de 5/1.

Então é só aplicar a mistura sem esfregar, na corrente, na coroa traseira e nas juntas internas dos escapamentos, aguarde 5 minutos e retire apenas com água.

Já o motor precisa ser lavado apenas com água e sabão neutro, também com pano e escova para limpar as paletas de resfriamento do cilindro com cuidado, assim, como os raios das rodas.

Na hora de secar a moto, é fundamental que tenha panos novos ou limpos sem resíduos de terra que podem riscar a pintura, e sempre devem ser escolhidos os macios.

As partes elétricas da moto merecem atenção especial, por isso, depois de enxugar tudo, capriche utilizando um secador de cabelos somente nessas partes.

Agora é a vez da cera, novamente a regra é utilize outro pano novo, isso, garante a durabilidade de seu serviço, com a certeza que não vai ficar nenhum fiapo ou risco.

É importante encerar a moto a cada 30 dias, assim, a pintura permanece inalterada por mais tempo e ainda, não sofre tanta agressão do sol e da chuva.

Nos pneus de motos não é recomendado o uso do conhecido pretinho para dar brilho, pois, pode deixar os pneus mais lisos e derrapar, o ideal é passar cera de carnaúba também com um pano que seja apenas para este fim.

Quanto as partes de borracha ou de plástico pode passar silicone com um pano macio, inclusive no banco, com cuidado para não ficar escorregadio demais, ou, se preferir pode passar um hidratante corporal, isto evita que o couro resseque.

Viu como é fácil cuidar da aparência de sua moto?

Nota de Rodapé

Nota de rodapé

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO. Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página. phone-icon0800 642 2327 phone-iconFIXO (47) 3522-3274 whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266 whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320(PEÇAS

Palavras Chave

pode passar cera na carenagem da moto,
querosene na moto,
cera de carnauba para carros,
moto,
cuidado com aparencia da moto,

-#podepassarceranacarenagemdamoto
-#querosenenamoto
-#ceradecarnaubaparacarros
-#moto
-#cuidadocomaparenciadamoto

Qual é o melhor? Carro ou moto?

Qual é o melhor? Carro ou moto?

Pode parecer uma pergunta sem importância, mas, algum dia parou para pensar, qual é melhor, carro ou moto? Existem realmente diferenças entre esses dois tipos de veículos? Qual é o melhor?

Claro que tudo é uma questão de gosto, estilo de vida, ou até de bolso, como por exemplo, algumas pessoas preferem um carro porque acreditam que é mais seguro, outras pessoas preferem a moto porque é mais prática, mas, será que é isso mesmo?

De qualquer maneira é um assunto curioso, tanto para o motociclista como também para o motorista, então, nada melhor que analisar os prós e os contras e descobrir qual é melhor, carro ou moto? As diferenças existem mesmo não tem como negar, mas, para facilitar a comparação foram divididas por assunto.

você prefere moto ou carro,
você prefere moto ou carro,

Economia com combustível

Um carro médio consegue percorrer 10 km com um litro de combustível, enquanto uma moto, percorre de 30 km a 50 km, claro, que dependendo do modelo.

Com a crise atual da economia, uma boa saída é andar de moto durante a semana para trabalhar, e deixar o carro para passear no fim de semana.

Carro zero km x Moto zero km

Não tem como comparar o preço entre carro X moto. Nesse caso se a ideia é gastar pouco, a opção ideal é a moto, mas, se é para o pai ou a mãe que vai levar filhos na escola, o ideal é o carro. É só analisar qual a necessidade maior.

você prefere moto ou carro,
você prefere moto ou carro,

Segurança de carro e moto

Em questão de segurança, qual é melhor, carro ou moto? Bom, aqui temos um assunto polêmico, pelo seguinte:

A moto, leva apenas 2 pessoas, não é ideal para dias chuvosos, é visada pelos ladrões principalmente de grandes cilindradas, por isso, o seguro dela é quase o valor de outra moto.

O carro leva até 5 pessoas, ideal para dias chuvosos, o seguro varia conforme o modelo do carro, portanto tem como pagar, é visado também pelos ladrões.

Quanto a afirmar que andar de carro é mais seguro que de moto, ultimamente temos visto no noticiário, acidentes com carros que ficaram como latas de sardinha de tão amassados que nem dá para saber qual era o modelo do carro, ou seja, tanto de moto como de carro, é preciso andar com segurança respeitando limites de velocidade e semáforos.

carro ou moto,
carro ou moto,

Praticidade do carro e da moto

Nada melhor que ter um carro para viajar para a praia no final de semana com toda a família, nada melhor que ter uma moto para viajar para a praia no final de semana e chegar mais rápido que a família que foi de carro.

E na hora de procurar uma vaga para estacionar, o carro cabe em qualquer cantinho que nem a moto? Para finalizar a ideia, quem vai sentir uma liberdade maior, o verdadeiro prazer em dirigir, sentindo o vento e o sol no rosto? O motorista do carro, ou o motociclista?

É, realmente são veículos diferentes, mas, cada um com suas vantagens. Cabe a você analisar qual é o melhor.

Nota de rodapé

Nota de rodapé

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO. Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página. phone-icon0800 642 2327 phone-iconFIXO (47) 3522-3274 whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266 whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320(PEÇAS

Palavras Chaves

você prefere carro ou moto,
carro ou moto,
você prefere moto ou carro,
google você prefere carro ou moto,
moto auto center,
o que voce prefere,
moto,
você prefere,
moto de praia 4 rodas,
carro x moto,
moto ou carro,

-#vocêpreferecarrooumoto
-#carrooumoto
-#vocêpreferemotooucarro
-#googlevocêpreferecarrooumoto
-#motoautocenter
-#oquevoceprefere
-#moto
-#vocêprefere
-#motodepraia4rodas
-#carroxmoto
-#motooucarro

Conheça a Abraciclo

Conheça a Abraciclo

História da Abraciclo

Desde sua criação, em 2 de abril de 1976, a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) vem mostrando a importância, eficiência e necessidade da circulação adequada e segura dos veículos de duas rodas nas cidades e estradas do País.

Quando a entidade surgiu, sob o comando de Bruno Antonio Caloi, o veículo de duas rodas predominante no Brasil era a bicicleta, enquanto a produção de motocicletas e ciclomotores se mostrava ainda incipiente. Na ocasião, os fundadores da Abraciclo acreditavam que deveriam se unir para atuar em conjunto pela evolução do segmento que, segundo eles, estaria representado predominantemente pelos ciclomotores.

Todavia, a consolidação do Setor de Duas Rodas no Polo Industrial de Manaus (PIM) mostrou que o caminho da evolução seria bem diferente. As fabricantes de veículos de duas rodas que se instalaram no PIM precisavam construir uma ampla cadeia produtiva e fizeram isso partindo praticamente do marco zero.

Os modelos tecnologicamente revolucionários e atraentes começavam a deixar as modernas linhas de montagem das indústrias recém-implantadas, enquanto a sociedade ainda olhava com certa cautela e desconfiança para estes veículos diferenciados, que, no entanto, já estabeleciam o conceito de mais inovadora opção de mobilidade e transporte para os brasileiros sintonizados com o futuro. Essa evolução foi constante nas décadas de 1980 e 1990, com o PIM recebendo fábricas das mais expressivas marcas globais de motocicletas.

Nas décadas iniciais do Século XXI, os motociclos – motocicletas, motonetas, ciclomotores e similares – estão presentes em todas as regiões, cidades e comunidades rurais brasileiras, com utilização em atividades de locomoção, geração de renda e lazer. Para muitos brasileiros, representam a posse e o uso do primeiro veículo motorizado, confirmando sua função de autêntica ferramenta de inclusão social.

Tornaram-se essenciais para os serviços públicos por serem flexíveis na circulação, proporcionando atendimento ágil e eficiente às necessidades da população. E você já parou para pensar como seria seu dia a dia sem o motofretista – o famoso motoboy – entregando encomendas, documentos, correspondências, medicamentos ou mesmo uma quentinha e saborosa pizza no início da noite?

A bicicleta, por sua vez, evoluiu muito a partir do ano 2000, a ponto de se transformar em símbolo da mobilidade sustentável, em função de suas inovações, maior valor agregado proporcionado pelos materiais nobres em sua estrutura, além de equipamentos e acessórios atrativos, e pela praticidade e flexibilidade de circulação diante do caótico trânsito urbano. Repare que se trata de um produto único ao reunir, simultaneamente, três atributos imbatíveis: é barata, tanto na compra como na manutenção, não polui o ambiente e faz bem à saúde do condutor.

A função da Abraciclo é justamente mostrar como o Setor de Duas Rodas, com suas fabricantes de motocicletas e bicicletas, entre outros produtos, atua para melhorar a mobilidade e o transporte nas cidades e estradas brasileiras, buscando a inovação tecnológica, qualidade, respeito às normas de segurança e de controle da emissão de gases e a flexibilidade, economia e eficiência nos deslocamentos diários.

 Para atuar com eficiência e precisão, a Abraciclo conta com uma Diretoria com mandato bienal, eleita pelo quadro associativo, e uma equipe integrada por executivos com sólida formação acadêmica e experiência no setor automotivo, capazes de propor criativamente soluções técnicas, políticas, de relacionamento e comunicação alinhadas com os mais avançados objetivos do Setor de Duas Rodas.

Missão da Abraciclo

A Abraciclo tem como missão divulgar, apoiar e defender as atividades e interesses relacionados ao setor de veículos de duas rodas nas áreas: política, social e técnica, atuando fortemente na melhoria de imagem com relação à segurança e conceito social, através de sugestões, campanhas e outras ações.

Visão da Abraciclo

Entidade reconhecida e respeitada por sua atuação, tanto para o público externo como interno. Criar o desejo das autoridades e outras entidades procurarem a Abraciclo.

As propostas de trabalho da ABRACICLO caminharam em paralelo com as necessidades do setor. Melhoria das condições viárias, implementação curricular de educação de trânsito, incremento na qualidade da capacitação de instrutores, conscientização da importância da manutenção dos motociclos, cuidados com os equipamentos de proteção e pilotagem segura são alguns dos principais focos de atuação da entidade desde a sua criação.

Contato

Sede da Abraciclo

Rua Américo Brasiliense, nº 2171, Cj.907 a 910 – Ch. Santo Antônio – São Paulo, SP – CEP 04715-005
Ed. Master Tower

Telefone: (11) 5181.0222 – abraciclo@abraciclo.com.br

Filial Brasília

SHN QD 02, Sala 1007 – Asa Norte – Brasília, DF –
CEP 70702-906
Ed. Executive Office Tower

Telefone: (61) 3033-4745 – abraciclodf@abraciclo.com.br

Filial Manaus

Rua Belo Horizonte, nº 19, Sala 1.404 – Adrianópolis – Manaus, AM – CEP 69057-060
Ed. The Place Business Center

 Telefone: (92) 3071-8580 – abraciclo.am@abraciclo.com.br

Fonte: www.abraciclo.com.br acessado no dia 26 de agosto de 2021

Nota de rodapé

Nota de rodapé

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO. Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página. phone-icon0800 642 2327 phone-iconFIXO (47) 3522-3274 whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266 whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320(PEÇAS

Palavras Chave

abraciclo,
moto,
bicicleta,
motocicleta,
motonetas,

-#abraciclo
-#moto
-#bicicleta
-#motocicleta
-#motonetas

Quais são as multas que causam perda total na CNH de moto

Quais são as multas que causam perda total na CNH de moto

Uma “DICA DE OURO” a todos os pilotos de plantão que receiam perder a CNH, assim, que atingir 20 pontos e, por isso, controlam na unha cada pontinho ganho, sabiam que existem algumas multas que causam a perda imediata da CNH de moto, mesmo sendo apenas 1?

Pois é, certamente muita gente desconhece, o pior é que mesmo que não tenha cometido nenhuma infração no último ano, 1 única multa entre as mostradas abaixo, é suficiente para originar a perda imediata da CNH, além de ser obrigado a pagar valores absurdos que podem chegar a R$ 6 mil.

Tratam-se de infrações de natureza gravíssima que mesmo sendo únicas no prontuário do motociclista, é o estopim que pode levar a abertura de processos administrativos que podem tirar o direito de pilotar de2 a 8 meses”, e quando reincidente, 18 meses.

Na realidade, algumas dessas infrações consideradas gravíssimas, são atitudes que muitas vezes é visto com frequência nas ruas, por isso, para o piloto que está acostumado a fazer e até hoje não foi pego, é bom pensar se vale a pena continuar arriscando! Confira:

  • Ser flagrado pilotando bêbado, ou, recusar fazer o teste do bafômetro, suspensão de 12 meses, além de pagar uma multa redondamente alta de R$ 2.934,70;
  • Fazer uso da moto para interromper, restringir, perturbar, ou, impedir a circulação de outros veículos em qualquer via, suspensão de 12 meses e a multa pode custar mais que a própria moto, $ 5.869,40;

A suspensão implica que o motociclista fica proibido de pilotar durante 1 ano, e o valor da multa é aplicada conforme a gravidade apurada e, do fator multiplicador da infração.

Além disso, existem outras multas que causam a perda imediata da CNH de moto, como aquelas que mesmo sendo simples exibições, como por exemplo, empinar a moto, para provar quem é bom, “aos olhos da Lei”:

  • Também é considerada infração gravíssima que causa a perda imediata da CNH de moto, a multa pode parecer razoável, R$ 293,47, mas, aí é que mora o perigo, se houver outros competidores por assim, dizer, a multa para quem for pego no “flagra”, pula para R$ 2.934,70, caso seja visto como manobra perigosa!
  • Forçar passagem na contramão pilotando entre os veículos que trafegam em sentido oposto, ou, circular entre veículos que trafegam nos dois sentidos quando o trânsito está congestionado, casos como esses levam multa de R$ 2.934,70, além da perda imediata da CNH de moto;
  • A omissão de socorro em acidentes, alterar o local do acidente, ou, não prestar informações solicitadas pelo agente do trânsito, também acarreta a perda imediata da CNH de moto, com multa de R$ 1.467,35;
  • Pilotar sem os acessórios obrigatórios, ou, mesmo que esteja de capacete e usando chinelos, pode dar multa de R$ 293,47, em casos extremos pode até causar a perda da CNH de moto;
  • Outra infração gravíssima que pode originar abertura de processo, é carregar mais de uma pessoa na garupa, assim, como crianças abaixo de 7 anos, a multa pode ser de R$ 293,47;
  • Trafegar com a moto com as luzes apagadas, gera multa de R$ 293,47, mas, como representa riscos a segurança do piloto e de outros a volta, pode causar perda da CNH;
  • Multa por excesso de velocidade detectada pelo radar em locais próximos as escolas, onde a velocidade é de apenas 30 km/h, pode causar também a perda da CNH de moto;
  • Quem tenta furar blitz de fiscalização, pode responder a processo administrativo que pode causar a perda da CNH, além de levar multa no valor de R$ 293,47;

Procure sempre pilotar com segurança e dentro da Lei, bom para você, melhor para todos.

Como gasolina vencida pode danificar a sua moto?

Como gasolina vencida pode danificar a sua moto?

Quando a moto, permanece sem rodar há 6 meses mesmo estando com tanque cheio e, ao sair começa a falhar, pode ser devido a problemas a  gasolina vencida!

E isto, acontece inclusive quando a moto estava sendo ligada pelo menos 3 vezes por semana, e embora a bateria pode não ter arriado, o problema pode estar na gasolina que ficou velha!

E quem já ouviu falar que gasolina tem prazo de validade?

Pelo menos no Brasil, nunca houve comentários, nem matérias abrangendo o assunto, mesmo assim, técnicos no assunto afirmam que após 6 meses o combustível perde a qualidade, exceto quando está num local próprio para armazenar o produto, e infelizmente, não é dentro do tanque de uma moto!

Em vista disso, o máximo que pode considerar que a gasolina não está com a qualidade alterada, é durante os próximos 3 meses, depois de abastecida!

E quais os sintomas da moto com gasolina vencida

  • Demora a dar partida, ou, nem pega;
  • Ao andar, falha durante o percurso o tempo inteiro;
  • Não responde prontamente nas arrancadas, engasga e dá soquinhos.

As motos que tem carburador e estão com a gasolina vencida, será necessário desmontar e limpar o sistema, pois, a gasolina velha vai se deteriorando formando depósitos, é como um grude que fica retido nas pequenas passagens dos giclês, essa moto, dificilmente dará a partida.

Já as motos que tem sistemas de injeção eletrônica, também são afetadas com a gasolina vencida, mesmo assim, conseguem dar partida, mas, falham o tempo todo, a solução nesse caso é mais simples, basta retirar toda a gasolina velha do tanque, e reabastecer com aditivada.

É bom lembrar que a gasolina velha retirada do tanque deve ser armazenada em tambores próprios que existem nos postos de combustíveis, jamais devem ser despejada no esgoto, pois, embora vencida continua inflamável, e ainda, prejudica o meio ambiente.

Já para as motos com carburadores que necessitam de limpeza, é aconselhável que seja levada a uma Centro Automotivo para que o serviço seja feito por um profissional, para não ter mais dor de cabeça!

Como evitar que a moto, fique com gasolina vencida

  • Sabendo que a moto ficará parada mais de 15 dias, encha o tanque até a boca. Dessa maneira entra menos ar houver no reservatório, e também evapora menos combustível, evitando a oxidação e o grude nos giclês;
  • Sempre que abastecer prefira gasolina aditivada, pois, tem aditivos antioxidantes que previnem o envelhecimento do combustível;
  • Quando a moto ficar mais de 2 meses parada, o melhor é nem tentar a partida. Providencie de imediato a retirada da gasolina do tanque e abasteça em seguida com aditivada;
  • A moto que tem a torneira de combustível, antes de parar a moto por um prazo indeterminado, o ideal é colocar na posição fechada e deixar o motor funcionar até apagar, dessa maneira vai secar o carburador.

Dica de Ouro: se a moto vai ficar parada por um longo tempo, prefira estacionar em locais longe do sol e da chuva, sempre coberta com capa própria, e evite estacionamentos de terra, senão o pó acumulado durante a estadia também pode trazer problemas!

E vale repetir esse último tópico:

  •  A moto que tem a torneira de combustível, antes de parar a moto por um prazo indeterminado, o ideal é colocar na posição fechada e deixar o motor funcionar até apagar, dessa maneira vai secar o carburador.

Como é a jaqueta inflável sem fio

Como é a jaqueta inflável sem fio

A Ducati apresentou, na Itália, a nova Multistrada D-Air, moto que é a 1ª de produção em série do mundo a trazer sistema de acionamento de jaqueta com airbag por sistema sem fio, declarou a marca. Com dispositivo wireless integrando moto e jaqueta especial da marca Dainese, a tecnologia tem objetivo de reduzir ferimentos para o motociclista em caso de colisão ou queda.

 

Sensores monitoram o comportamento da moto e seus ocupantes e aciona em 45 milissegundos os airbags nas jaquetas do piloto e do garupa. O modelo ainda não teve o preço revelado e começa a ser vendido a partir de maio na Europa.

Na maioria das jaquetas com airbag, o acionamento das bolsas de ar é iniciado após um fio que une a moto à jaqueta se soltar. A empresa não informou se existirão outras mudanças técnicas na Multistrada, o modelo mais aventureiro da Ducati.

Se mantiver o conjunto, o motor será de dois cilindros e 1.198,4 cc, que é capaz de gerar 150 cavalos de potência a 9.250 rpm. O modelo possui outras tecnologias de segurança, como freios ABS e controle de tração.